quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Apelo



Caros amigos de São Bernardo do Campo.

Venho por meio desta, comentar a quem possa interessar minha opinião em relação ao sistema de saúde no caso especifico O PS CENTRAL DE SÃO BERNARDO DO CAMPO.

Vou colar aqui o link para quem se interessar sobre os melhoramentos que foram feitos desde 2005.


Meu depoimento

Uma pessoa muito próxima a mim precisou nessa madrugada de 18/08/2011 de socorro via SAMU 192 (serviço de atendimento móvel de urgência) E apesar de ter convênio médico, o procedimento adotado foi levá-la para o PS central como podemos observar nesse link a baixo que por sinal achei bem interessante. Menos


Após um longo período de espera, onde me deparei com funcionários atenciosos que pedem licença ao precisarem limpar o local, percebi também funcionários como: seguranças, recepcionistas, auxiliares entre outros trabalhando com disposição e vontade. Descobri mais tarde que para se obter informações era preciso ir atrás. A princípio achei que se tratava de mais um caso de descaso público. Mas logo em seguida descobri que ali ninguém está desocupado. Assim que solicitei informações ao referido paciente, tive a colaboração de uma funcionária que solicitou que alguém viesse a falar comigo.



O enfermeiro que infelizmente não me lembro o nome, pois iria parabenizá-lo, explicou todo o procedimento que havia sido feito desde o resgate via SAMU até o presente momento. E ainda justificou o fato de não termos tido notícias antes, pois a emergência estava lotada. Fato que verifiquei enquanto esperava, pois a cada 10 minutos se chegava uma unidade da SAMU com uma emergência. Confesso que aquele enfermeiro me chamou a atenção no que diz respeito e precisão, educação e atendimento. Ele conseguiu em quinze minutos de conversa me passar claramente a noção de ética profissional e passou o chinelo em muitos médicos que ficam dentro de seus consultórios atrás de seus computadores digitando dados sobre pacientes e nem ao menos te olham no olho.

Pela manhã fui orientada a tentar uma transferência para o hospital do plano de saúde a qual a paciente tem convênio, e assim que estabeleci o contato, fiquei admirada com a competência, eficiência e educação que fui tratada pelas assistentes sócias do PS Central. Um trabalho realmente admirável.

Enquanto esperava pela liberação de visita para sala vermelha (nome dado a sala onde ficam os pacientes da emergência), fiquei acompanhando o movimento por ali, e o serviço de copa me chamou a atenção. Notei que  os funcionários traziam a refeição de fora da ala e as colocavam em uma sala que até agora não sei se era um depósito, uma copa ou algo parecido, porem ali eram colocadas as bandejas e cada copeira pegava seu devido carrinho para distribuir as refeições, uma delas então solicitou a ajuda de um segurança que por ali passava e o mesmo pegou o carrinho por um lado e ela pelo outro, ambos tiveram que subir assim as escadas que levavam ao andar de cima.Em nenhum momento eles reclamaram nem fizeram cara feia pelo serviço que estavam prestando, pelo contrário, me pareceu trabalharem como uma grande equipe.

Quando me foi permitido ver meu familiar dentro da sala vermelha, fiquei ainda mais perplexa com tudo que vi. Estavam ali dentro da sala de 7 a 10 jovens médicos todos disponíveis e com boa vontade, não precisei procurar por nenhum deles para obter informações, logo uma médica veio até mim, e explicou tudo detalhadamente, e condizente com tudo que o enfermeiro havia me passado horas antes. Assim como a assistente social que conseguiu lembrar meu nome (coisa rara hoje em dia), outros médicos também interagiram no leito do meu familiar, esclarecendo dúvidas e demonstrando interesse respeitoso.

Os enfermeiros da ala vermelha trabalhavam sem parar, estavam por toda a parte, bem humorados e dispostos, trabalhavam com vontade e disposição de sobra, quando questionei um dos enfermeiros sobre a quantidade de pacientes dentro de uma mesma sala. Ele me respondeu calma e educadamente que agora as coisas estavam bem melhor, pois em outros tempos haviam entre vinte e vinte e cinco pacientes para apenas três enfermeiros dentro daquela sala.

A sala vermelha é pequena para a quantidade de atendimento, não saberia precisar o tamanho, mas provavelmente foi feita para acomodar cinco pacientes no máximo, para se ter uma idéia não passam duas macas pela porta da emergência, é uma verdadeira loucura quando se faz necessário receber dois socorros de uma vez. Até o momento em que estive presente no PS Central pude notar da minha visão de cidadã que, o maior problema do hospital é à falta de estrutura.

Então segue aqui meu agradecimento junto a toda equipe do PS Central que esteve presente no dia 18/08/2011. Parabenizo a todos que estiveram ali trabalhando em suas determinadas funções. E por último faço um apelo ao prefeito de São Bernardo do Campo Luiz Marinho (PT), ao qual recebeu meu voto na última eleição e o secretário de Saúde, Arthur Chioro, para que levem a frente o que declaram em 9 de fevereiro de 2011 ao diário do grande ABC como abaixo citado.


São Bernardo terá Hospital de Urgência

Maíra Sanches
Do Diário do Grande ABC


Em entrevista exclusiva ao Diário, ontem à tarde, o prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), e o secretário de Saúde, Arthur Chioro, anunciaram o projeto de construção do HU (Hospital de Urgência), que será erguido atrás do Pronto-Socorro Central da cidade, que funcionará normalmente até a inauguração da unidade.


De acordo com o prefeito e o secretário, apesar do trabalho contínuo de acolhimento realizado com os funcionários, o prédio atual dispõe de estrutura física mal planejada, que impossibilita fornecer boas condições de atendimento aos usuários. "Hoje, o PS é a Bagdá do SUS (Sistema Único de Saúde)", comparou o secretário, admitindo o problema.

A publicação do edital de licitação para a construção do hospital deve ocorrer em até 50 dias. A expectativa da Prefeitura é entregar o novo equipamento até meados de 2012, próximo à inauguração do Hospital de Clínicas, no bairro Alvarenga. http://www.dgabc.com.br/News/5865038/sao-bernardo-tera-hospital-de-urgencia.aspx

Fiquem a vontade caso queiram compartilhar.

Grata

TCristina 18/08/2011




2 comentários:

Anônimo disse...

Bom , ja ouvi isso de outras pessoas , no caso, minha familia tbm , a qual minha vó ficou internada . Só não consegui ter essa mesma opinião no dia em que eu precisei de atendimento , fiquei por mais ou menos 2h esperando para ser atendida , na ala de emergência , em pé , quando chegou a minha vez , a médica não me examinou e simplesmente me receitou um calmante e me dispensou . Mais fico feliz por essa atenção especial para os casos de internação , vejo que é bem diferente , pois são diferentes opiniões falando bem do atendimento .

alessandra disse...

Ja levaram meu sobrinho qd foi atropelado, os funcionarios sao 11 de 0 a 10, pelo sistema precario, do hospital e atender em potencia maxima essas pessoas fazem milagres, so Sr Marinho demoro mto para mexer, e ano q vem eleicao os projetos comecam a sair, mas as vezes nao saem do papel, vamos ano que vem são eleições esse PS merece reconhecimento e quem frequenta o respeito, então vamos olhar e ajudar